Loading...

Cinco luminárias de Milão 2018

0 comments
maio 13 2018
MocoMilanL5

As novas propostas em luminárias direto de Milão 2018.

A cada ano os designers que expõem no Salão do Móvel de Milão nos surpreendem com suas propostas, particularmente em luminárias: nem todas viáveis, nem todas tão futurísticas assim, algumas até utilizando materiais que podem ser considerados “antigos”, mas todas inovadoras na abordagem, no jeito de ser, na forma de pensar. Peças que quase sempre revelam como as novas gerações encaram o mundo: atualmente, ainda muito utilitárias e com um componente tecnológico muito forte, que podem ser analisadas sob muitos aspectos. Vamos ver uma pequena seleção do que se destacou neste ano?

MocoMilanL1

Cheryl Ho se inspirou na forma como a luz é filtrada nas janelas japonesas para criar suas peças “Hori” e “Verti“. Feitas em madeira e à maneira japonesa característica, são delicadas, suaves e muito distantes de qualquer influência ‘Hi-Tech‘, mostrando que o lado do que é simples e quase romântico ainda tem espaço no mundo do design.

MocoMilanL2

Uma coleção em cerâmica em diferentes tamanhos e funções – arandelas, pendentes, balizadores – o conjunto foi criado com inspiração em conchas e “cracas” marítimas pelo estúdio de design sueco Stoft Studio. Tem acabamento em algumas cores básicas e é simples e belo, podendo ser utilizado com tranquilidade em variados ambientes.

MocoMilanL3

Com um jeito retrô dos mais característicos, as luminárias pendentes “Orbit” do jovem designer canadense Lukas Peet encantam pela leveza. Criadas para a também canadense ANDlight, debutaram em Milão no Fuorisaloni, com garbo em meio a diversas outras peças do tipo, se destacando por sua simplicidade e praticidade.

MocoMilanL4

As designers Marielle Van Tol e Maud Mosa Vink do Forever Studio, da Holanda, criaram estas lindas peças em policarbonato translúcido: a linha se chama “Sign” e, segundo a dupla, “destaca o efeito do policarbonato tocado pela luz“. Suas formas e o material – de certa forma “antigo” – são valorizados por uma luz coada tênue que desperta a curiosidade de todos.

MocoMilanL6

Finalmente,inspirado nos “objetos de luz” de ninguém menos que Isamu Noguchi – arquiteto, designer e artista plástico de origem nipo americana – Baku Sakashita ganhou Milão com sua proposta: a coleção “Suki Lighting” usa papel japonês transparente nos rebatedores, no lugar do bambu original, reinterpretando-os de modo contemporâneo e muito elegante.

Fonte: MocoLoco