Loading...

Montando uma brinquedoteca

0 comments
mar 17 2019
BrinquedoT1

Tons pasteis, iluminação natural e artificial equilibradas, móveis apropriados aos pequenos e espaço para brincar: receita de uma boa brinquedoteca!

Elas já não são mais novidade para muitos, estando presentes em playgrounds, creches e pré escolas, casas de festas, consultórios e hospitais infantis e até em algumas casas mais amplas, onde recebem o dono (ou donos) da casa e seus amiguinhos para uma troca de brinquedos e brincadeiras durante o tempo livre que tiverem, distraindo, encantando e também educando em alguns casos. As brinquedotecas são encantadores espaços destinados às crianças que vieram para ficar e conquistam também os adultos quando se trata de entreter os pequenos diante de um tempo de espera que há alguns anos poderia ser desgastante.

BrinquedoT2

Muitos brinquedos e atrações para a criançada podem confundir se não houver um recreador na área. Note a luz natural farta como um trunfo neste espaço.

Criadas com todo cuidado para acolher desde bebês até as crianças na faixa de 12 anos, há que ter bom senso neste particular, visto que devem ser segmentadas em diversas faixas de idade entre esses dois marcos. Portanto, é bom indicar a que faixa de idade o espaço foi pensado de acordo com brincadeiras e brinquedos disponíveis ou, se houver espaço, dividi-lo de acordo. É importante pensar em dimensões adequadas a cada uma dessas faixas etárias, e materiais idem, sem esquecer do conforto e da segurança de cada uma delas.

BrinquedoT4

Com lousa, jogo de amarelinha no piso e TV: bem completa!

Para os mais jovens, há sempre cuidados extras e normalmente estes estarão sempre acompanhados de algum responsável – por isso é preciso pensar também na entrada de alguns adultos. A partir dos 3 anos, as crianças já estão mais livres e interagindo entre si, assistidas por um adulto. A partir daí pisos e paredes anti derrapantes e mais suaves devem ser providenciadas. Móveis com baixo impacto e pouco peso, além de ausência de quinas e pontas vivas. As cores estimulantes e contrastantes ou mais calmantes devem ser escolhidas dependendo do propósito do espaço, e há que ter cuidado com brinquedos ou pedaços deles muito pequenos. Ventilação é mais importante que um forte condicionamento de ar, que pode prejudicar alguém alérgico, e a luz deve ser suave, ou o mais natural possível.

BrinquedoT5

Essas são para fazer em casa: com piscina de bolinhas e mini biblioteca e com mesa para desenhar com vários pequenos baldes contendo lápis e canetinhas para desenhar.

Vemos nas imagens variados exemplos de ambientes montados em diferentes dimensões e propósitos de espaços. Há brinquedotecas feitas para estimular e também há as que visam tranquilizar ou acalmar as crianças que as utilizam e por isso as cores devem ser bem estudadas e não utilizadas somente as mais intensas. Os odores, os sons e a iluminação também entram neste estudo muito particular por parte do profissional que projeta o espaço e do cliente que define o objetivo do ambiente.

BrinquedoT3

Super ampla, atraente e bem iluminada: o paraíso das crianças.

Em todos os casos as brinquedotecas visam acolher bem às crianças de determinada faixa etária ou podem ser flexíveis, acolhendo em turnos crianças de diferentes idades. Em todos os casos o conforto e a segurança é fundamental e a assistência de um adulto é sempre bem vinda. Há cursos inclusive de especialistas neste particular, principalmente se assistindo crianças especiais ou muito jovens, ou para brinquedotecas com características que visam um ou outro trabalho pedagógico mais específico. Mas nada impede que quem possua um espaço em sua casa montar um canto para suas crianças se divertirem sozinhas ou com amigos.