Loading...

Reciclagem para mobiliário urbano

0 comments
fev 17 2019
MobUrb1

Uma chaise com espaço para planta e apoio para notebook totalmente reciclada e própria para o espaço público: mobiliário urbano da The New Raw.

Os moradores da cidade de Tessalônica, na Grécia, agora podem reciclar seus resíduos de plástico e transformá-los em mobiliário urbano para a cidade através de poderosas impressoras 3D, usando um novo laboratório criado pelo estúdio holandês The New Raw. O empreendimento conta com a parceria da marca de bebidas Coca Cola.

Uma estação de reciclagem de resíduos plásticos foi instalada na cidade e todo o lixo é transformado em interessantes peças que passam por uma votação para que se escolha em qual espaço público os moradores gostariam de vê-los. Os cidadãos também podem personalizar os móveis através de um site, escolhendo entre diferentes cores e funcionalidades – tais como vasos, um bicicletário, uma tigela de alimentação para cães e uma estante de livros, entre outras funções. Uma vez escolhido o design, o site informa quanto plástico reciclado seria necessário para fabricar o objeto. Por exemplo, um grande banco em forma de triângulo com uma biblioteca e um jardim urbano precisaria de 90 quilos de plástico reciclado
para ser construído.

MobUrb2

O parque Hanth em Tessalônica, na Grécia, é o primeiro local a receber as novas peças.

O projeto tem como objetivo envolver os residentes das cidades ao redor do mundo mais diretamente com o processo de reciclagem, transformando os resíduos em objetos que podem ser usados pelo público e dando-lhes algum controle sobre quais são esses objetos e onde eles podem ser colocados. O parque Hanth, no centro de Tessalônica, tornou-se o primeiro espaço público a ser redesenhado com o mobiliário em plástico reciclado da cidade em janeiro.

MobUrb3

Detalhe de um posto para bicicleta.

Os projetistas esperam reciclar quatro toneladas de resíduos plásticos durante o projeto. “O município de Tessalônica apóia ativamente o programa, nos permitindo testar essa ideia pela primeira vez em escala urbana e no espaço público“, disseram eles.

Fonte: Dezeen