Loading...

Sem calor com bom desenho

0 comments
dez 14 2017

Um dos primeiros ventiladores do mundo, criado aproximadamente em 1882.

No mundo do design, alguns objetos requerem um trabalho muito detalhado e muito especial para que atendam bem tanto à funcionalidade – ou seja: para que funcionem muito bem – quanto à estética – ou seja: para que sejam agradáveis ao olhar. E uma das peças mais difíceis de se criar respeitando estes dois pólos – os famosos “forma e função” – são os ventiladores. Em nosso país por exemplo, havia uma oferta muito restrita de opções até há alguns anos atrás, até que houve uma verdadeira revolução no mercado, justamente através da entrada de novos designers que valorizaram as formas deste item tão popular e tão necessário em um país quente como o nosso. Neste post vemos três interessantes exemplos de opções fabricadas no exterior: mais como um “exercício do olhar” do que como sugestão de produto, o fizemos para que se possa observar novas possibilidades num item corriqueiro que pode variar muitíssimo do básico a que muitas vezes nos impõem.

Num misto de “vintage” com o “estilo industrial” tão em voga na atualidade, o ventilador da norte americana “Minka Aire” reúne duas peças menores girando em torno de um eixo encimado por uma luminária em opalina branca. O tom do metal também é suave, saindo do tradicional cromado, mas a peça está disponível também em tom de bronze escurecido com muito charme.

Este lembra um verdadeiro “titã” com braços poderosos que distribuem o ar com muita força e parece em grandes porções. O formato das pás é super moderno e é o que faz a diferença na peça que tem acabamento em níquel escovado. Indicado para espaços amplos onde possa ser instalado com conforto.

Finalmente, uma peça com jeito mais moderno, com design super elegante que vai bem em praticamente qualquer lugar de uma casa contemporânea. Na verdade é uma reminiscência de uma hélice de avião de décadas passadas, mas que permanece muito atual.