Loading...

Sempre cabe mais um

0 comments
mar 11 2018

A mesa ‘Friccion‘ aberta em toda sua extensão.

Espaço: o desafio do novo século tem se colocado a cada dia mais forte para vários tipos de profissionais. Dos arquitetos aos designers, passando pelos administradores e economistas, pelos médicos e sanitaristas, pelos agrônomos e nutrologistas. Como viabilizar tantas demandas no mesmo espaço terrestre que, não muda – nem vai mudar – com uma população que, só cresce? É preciso pensar, e rápido, dizem os estatísticos…

O “funcionamento” ou “transformação” da mesa ‘Friccion‘.

E quem diria que papel e resina fossem ser uma das respostas para isso… Pois foi o que o estúdio de design londrino Thomas Heatherwick “descobriu” ao criar uma mesa extensível que se transforma facilmente para acomodar de oito pessoas até muito mais gente. “Friccion” é seu nome e ela foi lançada durante a feira de arte “Frieze“, em Londres, em outubro do ano passado.

Estica e encolhe…

Resultado de pesquisa realizada pelo estúdio que a criou, sobre como o mobiliário pode se adaptar a diferentes espaços e necessidades, a mesa é feita com uma estrutura em rede, a partir de lâminas de folhas de papel que foram solidificadas em resina, e se “transforma para oferecer duas formas” segundo os designers. Buscava-se um modelo que poderia mudar suas proporções, e se trabalhou com o mecanismo de pivô. O estúdio prototipou esse conceito em uma série de objetos, desenvolvendo e aperfeiçoando-o ao longo dos anos, e depois de explorar várias formas, o exemplo de uma “mesa extensível” tornou-se a expressão preferida. A forma inicial é a de um círculo e se transforma em uma estrutura elíptica de até quatro metros de comprimento que pode acomodar grandes reuniões de equipe e encontros. Pela animação que se vê, é fácil de torná-la maior, basta dar uma “esticada”. Sinal de que vem muita coisa boa e prática por aí, que a gente nem espera de tão simples.

Fonte: Dezeen